MAIS VISTOS

Dicas de como fazer pizza de profissional

Compartilhe:

Calabresa, portuguesa, marguerita, frango com catupiry, quando o assunto são sabores de pizza, as opções são inúmeras. As pizzarias, inclusive, criam seus sabores exclusivos que, muitas vezes, levam o nome de à moda da casa ou do chef. Este prato, tão versátil, agrada o paladar da população e é um dos alimentos mais consumidos no mundo.

 

A fim de entender o quanto a pizza faz sucesso no Brasil, a Associação de Pizzarias Unidas realizou uma pesquisa. Concluindo que, somente no país, este mercado fabrique e venda uma média de 1,7 milhões de pizzas todos os dias. O estado de São Paulo fica com destaque, consumindo mais da metade das pizzas ingeridas pelos brasileiros.

 

Com toda a certeza você e sua família ajudam nesse número, certo?! Seja em feriados, em comemorações e até no fim de semana, quando dá aquela vontade de comer pizza, ela é um prato universal e que satisfaz a todos.

 

Por isso, a Fischer vai te ensinar a como fazer pizza de profissional! Confira abaixo 4 dicas e truques para você fazer em casa:

1 – Massa

A massa é o primeiro passo de como fazer pizza profissional e para ficar do jeito que a sua pizzaria favorita faz é importante seguir o passo a passo listado abaixo e ter paciência. Pois o grande segredo dos pizzaiolos é a longa fermentação da massa. Ela demora 35 horas para ficar pronta. Sendo 24h de descanso na geladeira e 10h de repouso em temperatura ambiente.

 

Ingredientes (rende até 6 pizzas e a massa pode ser congelada):

1kg de farinha

500 a 650ml de água

30ml de azeite de oliva

10g de fermento biológico seco

30g de sal

 

Preparo:

Caso você tenha a batedeira planetária, escolha o batedor tipo gancho que é específico para massas. Coloque a farinha, o sal e o fermento diluído em um pouco de água na batedeira. Vá adicionando a água aos poucos, enquanto bate. Bata por aproximadamente 12 minutos na velocidade máxima.

Na falta da batedeira planetária, prepare o muque e bata a massa na mão mesmo. Acrescente a farinha, o sal e o fermento diluído em um pouco de água e vá adicionando o restante da água aos poucos, conforme você vai amassando a massa. Sove por 20min e até que ela fique bem firme e elástica.

Depois disso, despeje a massa num recipiente de plástico grande, tampe para não ressecar e deixe na geladeira por 24 horas.

Após esse tempo, divida a massa em porções de 170g e boleie (faça uma concha com a mão, envolva a porção de massa apoiada na bancada e faça movimentos circulares). A massa precisa ficar lisa e estruturada.

Acomode cada bolinha em um pote de plástico tampado e deixe descansar fora da geladeira por mais 10 horas.

Depois desse tempo, retire as porções de massa dos potes conforme for montando as pizzas.

Abra a massa com as mãos, em movimentos circulares, preservando a borda da pizza. A espessura da base precisa ficar uniforme para que ela asse por igual. Abra discos com 15 centímetros de diâmetro, aproximadamente. Se preferir use o rolo de massa.

 

DICA DO CHEF: Use semolina (farinha de fubá ou polenta) para a massa não grudar na bancada e nas mãos. Não use farinha de trigo, ela vai alterar a textura da massa e queimar no forno.

2 – Molho

Todo o sabor da pizza está no molho. Por isso, essa fase é tão importante quanto a massa. O truque aqui é não deixá-lo muito aguado, pois pode amolecer a base da massa.

 

Ingredientes (suficiente para 2 pizzas)

1 cebola picada

1 dente de alho picado

2 colheres de sopa de azeite

400g de tomate pelado

1 colher de sopa de açúcar

1 colher de sopa de orégano

3 colheres de tomate concentrado/extrato de tomate

 

Preparo:

Em um cookop Fischer, utilize uma panela, com fogo baixo, acrescente o azeite, a cebola e o alho. Deixei dourar e em seguida adicione os tomates pelados e picados. Vá adicionando também o orégano, o sal e o açúcar para tirar a acidez dos tomates. Por fim acrescente o tomate concentrado e deixe cozinhar.

Depois de cozido, coloque o molho no liquidificador e bata por alguns segundos. Para finalizar leve ao fogo novamente, em fogo baixo, e deixe até engrossar.

Espere o molho esfriar para cobrir os discos de pizza.

 

DICA DO CHEF: Espalhe em movimentos circulares, do centro para as bordas e com as costas da colher ou concha. Respeite a margem de dois dedos, ou cerca de 2,5cm, sem molho na borda. Desse modo, o meio do disco ficará assentado e a borda inflada.

3 – Cobertura

Visto que a massa e o molho estão prontos, chegou a hora de decidir o sabor da pizza. Aqui você pode diversificar, seguindo ideias já existentes ou até criando suas próprias coberturas. Que tal inventar um sabor para a família? Veja os ingredientes que todos adoram e monte uma exclusiva para vocês.

 

Apesar de poder abusar dos recheios, não criei camadas, é importante distribuir os ingredientes de forma leve e solta. De modo que cada fatia receba um pouco de cada item.

 

DICA DO CHEF: Ingredientes delicados por baixo, itens que precisam assar ou tostar por cima. Acrescente as ervas frescas, como por exemplo orégano e manjericão, no final, logo depois de tirar a pizza do forno.

4 – Forno

Por certo você gosta da pizza crocante por fora ao mesmo tempo em que preserva alguma umidade no interior. Para chegar nesse ponto, o importante é que o forno esteja quente, muito quente. A Fischer disponibiliza de fornos que chegam a até 320ºC. Clique aqui para conferir.

 

DICA DO CHEF: Pré-aqueça o forno na temperatura máxima por 30 minutos.

Pronto para colocar todas as dicas em prática? Depois conta lá no Facebook da Fischer qual foi o sabor escolhido e confira aqui no Blog Clube Gourmet mais dicas de receitas.

FOTOS

RECEITAS

Confira as 4 dicas simples que separamos, sobre como reaproveitar a gema do ovo que não foi utilizada.

Descubra agora de forma simples e rápida, como reaquecer o arroz de ontem deixando-o fresquinho como se fosse de hoje. Pode ter certeza que você nunca mais vai ter que se preocupar com isso novamente.

Aprenda a colocar o verão na decoração da casa.

No post de hoje, trouxemos algumas dicas sobre como escolher o pão ideal para o seu lanche, além de informações sobre quais recheios mais combinam com o pão. Aproveite para incrementar o lanche diário e deixá-lo ainda mais gostoso!

Aromatizar a água pode ser uma boa estratégia para aumentar o consumo da bebida. Confira nossas dicas de combinações inusitadas e deliciosas para deixar seu refresco ainda mais saboroso.

É tão gostoso ver sua casa sempre limpa e cheirosa, não é mesmo? Nem sempre é fácil manter alguns cômodos organizados, principalmente a cozinha, que é onde se manuseiam os alimentos e é utilizada por todos os moradores em diversos períodos do dia. Por esse motivo, manter a cozinha cheirosa é um desafio, no entanto, com as dicas certas fica muito mais fácil manter esse ambiente livre de maus odores.

Seja para construir ou repaginar o ambiente, a escolha das cores da cozinha é essencial para uma harmonização completa e que comunique a personalidade dos moradores.

Padrões, ou patterns, são uma espécie de estampa, geralmente geométricas, que podem ser utilizadas na decoração de diversos locais, tanto comerciais quanto residenciais. Dentro de uma casa, é possível aplicar esses padrões em todos os cômodos, incluindo a cozinha, local onde geralmente são dispostas cores lisas, mais sóbrias e tons neutros. A cozinha pode ser viva em suas cores como são todos os momentos vividos nela. Afinal, cozinhar é um ato de amor e a decoração com padrões proporciona justamente essa sensação de cuidado e carinho.

Nós separamos algumas dicas simples e estilosas para te ajudar na decoração da área de churrasco da melhor maneira possível.

Confira nossa deliciosa versão de Salmão no forno com Abóbora.

Quem cresceu com aquele cheirinho de pinhão na chapa na casa da avó ou se reuniu com os primos e primas para fazer uma “sapecada de pinhão” sabe a delícia que é viver o inverno no interior.

Receita de Espetinho Misto, preparado por nosso Chef Gourmet!

Você sempre por dentro das novidades da Fischer

Cadastre seu e-mail e receba com exclusividade nossas novidades e promoções